Keep us connected

Soccerex, an event that brings together former players, managers and other members to debate the soccer industry, is to make its debut in Portugal and the marketing director, David Wright, justified the country’s choice as a market leader.

“We are talking about the European champions in the title, a federation with a very progressive approach and that does a lot of work to develop soccer in Portugal,” Wright said. “There is also the great success of Portuguese coaches around the world: José Mourinho, of course, and now Marco Silva, Paulo Fonseca, etc. It is a very successful nation in football, “he says.

In an interview with Lusa, Wright particularly values one aspect of Portuguese soccer: the ability to detect and perfect young players, which, in his opinion, is crucial to making Portugal one of the references in the area of transfers, launching every year countless talents for the most powerful clubs in the world.

“There are two evident characteristics in Portugal’s transfers: the strong connection with South American soccer – where many of the best youth players come to Portugal before moving to other leagues in order to mature and value themselves – and the success of the Portuguese clubs Benfica, Sporting and FC Porto academies that have revealed many fantastic players over time, “he summarizes, recalling Cristiano Ronaldo, Nuno Gomes and Deco.

former player and CEO of D20 Sports, Deco (C), CEO da Prime Time Sport, Esteve Calzada (L), and the FIFPRO secretary-general, Theo van Seggelen (R), during the Soccerex,
Photo: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Between Thursday and Friday, Oeiras will host well-known names in the sport, such as the president of the Portuguese Football (Soccer) Federation (FPF), Fernando Gomes, the president of the Spanish League, Javier Tebas, the former French Soccer Manager Gerard Houllier, and the former soccer players Christian Karembeu and Deco, among others, spread across different conferences and themes ranging from the form of leadership in European soccer to new areas, such as e-sports.

Considering very important the presence of a panel of speakers plural and international renown, the British head of Soccerex emphasized that the event analyses and tries to develop the very comprehensive and diverse industry of soccer in four major axes.



“The commercial side – which includes sponsorship, television rights, social networking, and digital marketing, (stadium events, governance models – covering transfer issues and sports integrity), and sports performance (coaches, youth football development, use technologies to improve players’ technical aspects, etc). We like to cover all these areas, listening to experts from various countries. “

Other Feel Portugal articles

According to Soccerex’s marketing director, one of the topics that promise to set the agenda between 5 and 6 September is the future of national and European competitions. At a time when there is much discussion about creating an European Super League (leading, in theory, to a devaluation of national leagues) he does not believe that such development is inevitable but anticipates novelties very shortly.

“We will have all the players involved in this debate: Giorgio Marchetti, UEFA Deputy Secretary-General, Michele Centenaro, European Club Association (ECA) Secretary-General, the major leagues, and other stakeholders. I think it could lead to the restructuring of the Champions League, as well as the emergence of new competitions. It is an exciting time for European soccer at home and continental level, “he notes.

Soccerex has been organizing these forums since 1995 and has already visited 19 cities and 13 different countries. This year, the organization has made a bet on “emerging markets in soccer” and has also passed through China in May, still present in the United States of America in November. Soccerex is held in Europe for the first time in Portugal, with Oeiras hosting more than 60 speakers in the two-day conference cycle.

Ver artigo em Português

Soccerex vê Portugal como “um líder de mercado” para desenvolver o futebol

Redação, 03 set 2019 (Lusa) – A Soccerex, evento que junta ex-jogadores, dirigentes e outros agentes para debater a indústria do futebol, estreia-se em Portugal e o diretor de marketing, David Wright, justifica a escolha do país por ser “um líder de mercado”.

“Estamos a falar dos campeões da Europa em título, de uma federação com uma abordagem muito progressista e que faz um trabalho muito grande para desenvolver o futebol em Portugal. E há também o grande sucesso de treinadores portugueses por todo o mundo: José Mourinho, claro, e agora Marco Silva, Paulo Fonseca, etc. É uma nação muito bem sucedida no futebol”, afirma.

O CEO da Goalpoint, Pedro Cunha Ferreira, intervém durante o Soccerex, ciclo de conferências dedicadas ao futebol, no Taguspark, em Oeiras, 05 de setembro de 2019.
Photo:. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Em entrevista à agência Lusa, David Wright valoriza, em especial, um aspeto no futebol português: a capacidade de deteção e aperfeiçoamento de jovens jogadores, que, no seu entender, é crucial para fazer de Portugal uma das referências na área das transferências, lançando todos os anos inúmeros talentos para os clubes mais poderosos a nível mundial.

“Há duas características que se evidenciam nas transferências em Portugal: a forte ligação com o futebol sul-americano – em que muitos dos melhores jovens vêm para Portugal antes de seguirem para outros campeonatos, a fim de amadurecerem e valorizarem-se – e o sucesso das academias dos clubes portugueses. Benfica, Sporting e FC Porto revelaram muitos jogadores fantásticos ao longo do tempo”, sintetiza, lembrando Cristiano Ronaldo, Nuno Gomes e Deco.

Entre quinta e sexta-feira vão passar por Oeiras nomes conhecidos da modalidade, como o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, o presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, o antigo selecionador de França Gerard Houlier, e os ex-futebolistas Christian Karembeu e Deco, entre outros, espalhados por diferentes conferências e temas que vão desde a forma de liderança no futebol europeu a novas áreas, como os e-sports.

Considerando “muito importante” a apresentação de um painel de oradores plural e de renome internacional, o responsável britânico da Soccerex sublinha que o certame analisa e tenta desenvolver a “muito abrangente e diversificada indústria do futebol” em quatro grandes eixos.



“O lado comercial – que inclui patrocínios, direitos televisivos, redes sociais e marketing digital -, eventos de estádio, modelos de governança – abrangendo as questões das transferências e integridade desportiva -, e a performance desportiva – treinadores, desenvolvimento do futebol jovem, uso de tecnologias para melhoria de aspetos técnicos de jogadores, etc. Gostamos de cobrir todas estas áreas, ouvindo especialistas de vários países”.

Para o diretor de marketing da Soccerex, um dos temas que promete marcar a agenda entre os dias 05 e 06 é o futuro das competições nacionais e europeias. Numa fase em que muito se discute a criação de uma Superliga Europeia – levando, em teoria, a uma desvalorização dos campeonatos nacionais -, o responsável não crê que tal evolução seja “inevitável”, mas prevê “novidades num futuro muito próximo” para o ‘Velho Continente’.

Outros artigos no Feel Portugal

“Vamos ter todos os agentes envolvidos neste debate: Giorgio Marchetti, secretário-geral adjunto da UEFA, Michele Centenaro, secretário-geral da Associação Europeia de Clubes (ECA), as maiores ligas e demais ?stakeholders’. Penso que pode levar à reestruturação da Liga dos Campeões, bem como ao aparecimento de novas competições. É um tempo entusiasmante para o futebol europeu, ao nível doméstico e continental”, nota.

A Soccerex organiza estes fóruns desde 1995, tendo já passado por 19 cidades e 13 países diferentes. Este ano, a organização fez uma aposta em “mercados emergentes no futebol” e já passou também pela China, em maio, marcando ainda presença nos Estados Unidos da América, em novembro. A realização da Soccerex na Europa cabe pela primeira vez a Portugal, com Oeiras a acolher mais de 60 oradores no ciclo de dois dias de conferências.

JYGO // VR
Lusa/Fim





Share.

About Author

Leave a Reply