Live Updates COVID-19 CASES
  • USA 1,706,277
    USA
    Confirmed: 1,706,277
    Active: 1,141,743
    Recovered: 464,727
    Death: 99,807
  • Brazil 376,669
    Brazil
    Confirmed: 376,669
    Active: 199,314
    Recovered: 153,833
    Death: 23,522
  • Canada 85,711
    Canada
    Confirmed: 85,711
    Active: 34,528
    Recovered: 44,638
    Death: 6,545
  • Portugal 30,788
    Portugal
    Confirmed: 30,788
    Active: 11,636
    Recovered: 17,822
    Death: 1,330
  • Cabo Verde 390
    Cabo Verde
    Confirmed: 390
    Active: 232
    Recovered: 155
    Death: 3
  • Mozambique 209
    Mozambique
    Confirmed: 209
    Active: 137
    Recovered: 71
    Death: 1
  • Angola 70
    Angola
    Confirmed: 70
    Active: 48
    Recovered: 18
    Death: 4
  • Timor-Leste 24
    Timor-Leste
    Confirmed: 24
    Active: ?
    Recovered: 24
    Death: ?
Keep us connected


A porcelana chinesa decorada com temas ocidentais representa uma área muito específica no comércio da porcelana da Companhia das Índias, como ainda é conhecida em Portugal, não tendo merecido, em anos recentes, a atenção de investigadores e académicos. Na sua base estão gravuras, desenhos, quadros e muitas outras fontes de inspiração que, sobretudo durante o século XVIII, foram transportadas para a China, onde foram depois, em maior ou menor grau de perícia, copiadas pelo artista chinês e imaterializadas em objetos de porcelana, encomendados por Europeus e Americanos.
Nesta perspetiva, Do Oriente ao Ocidente: a Aventura da Porcelana Chinesa de Exportação com Decoração Ocidental (1695-1815) não deixa de ser uma obra pioneira no mercado português, não sendo conhecidas outras que, na sua totalidade, se dediquem a tão particular e fascinante temática.
A coleção privada aqui apresentada, construída ao longo de mais de 20 anos, ilustra com rigor o tema em discussão, sendo complementada por um excelente trabalho de fotografia, que destaca, nas quase duzentas peças fotografadas, os principais temas europeus reproduzidos na porcelana chinesa. A obra gráfica é ainda complementada com a apresentação de um conjunto de gravuras dos séculos XVII e XVIII, ilustrando os portos à época envolvidos no comércio com o Oriente.
Filomena Cunha Alves é licenciada em História pela Universidade de Lisboa, tendo ao longo da sua vida lecionado em diversas universidades no domínio da História, das Ciências Sociais e da Gestão. Paulo Cunha Alves é licenciado em Relações Internacionais pela Universidade de Lisboa e é diplomata.



Share.

About Author

Paulo Martins and Feligenio Medeiros are the co-founders and editors of the digital magazine FEEL PORTUGAL IN THE USA.

Leave a Reply